quarta-feira, 11 de março de 2009

APOSTAS: Diretoras de Curitiba também indicam seus espetáculos escolhidos.

As próximas apostas são de três mulheres que sabem muito bem o que querem. Competentes e talentosas, as diretoras SuelI Araujo (Cia Senhas de Teatro), Olga Nenevê (Obragem Teatro e Cia) e Nena Inoue (ACT - Atelier de Criação Teatral) também aceitaram o convite para participar das indicações do Blog Figurino e Cena para o Festival de Curitiba. Uma honra para mim e também para os leitores. Anotem aí:




SUELI ARAUJO
Minha aposta são os espetáculos do Projeto Auto Peças que a Cia dos Atores traz este ano para o Festival. É um grupo muito importante no cenário teatral contemporâneo e suas produções são sempre instigantes para o público. Outro fator que merecer ser considerador é que atores são muito legais e a irreverência é uma marca do grupo neste 20 anos de trejetória. Eles vão estar no Paiol, que é um espaço cuja arquitetura é um espetáculo a parte , com 4 trabalhos diferentes e um documentário. Acho que sempre vale a pena dar uma olhada no que a Cia dos Atores está produzindo.


OLGA NENEVÊ

Tô acreditando que a peça do grupo Armazém, " Inveja dos Anjos", é uma grande opção para a Mostra Oficial do Festival. Trabalho de grupo, com dramaturgia original e elenco afinado. A particularidade da interpretação de Patrícia Selonk sempre vale a pena.Da Mostra Fringe, para quem ainda não viu, vale conferir "Delicadas Embalagens", da CiaSenhas de Teatro. É isso.


NENA INOUE
Aposto na Companhia dos Atores. Pq? Porque é a Companhia dos Atores e isso em si já é apostar nas evidências.
Trata-se de um dos mais importantes grupos de teatro do País que tem em sua trajetória de trabalho, seu melhor avalista. O último espetáculo deles que vi (A Gaivota) era uma obra prima. Linda, contundente, provocativa, intensa, corajosa...
Acredito que a proposta de 4 montagen que vem aí, com distintos diretores, autores e caminhos, terá em qq uma das peças apresentadas, todos os adjetivos que elenquei .
Ps: e se tudo isso não bastar, considerar que ver uma peça no Paiol é bom pra equilibrar com o Guairão e o Positivo.

Calígula
Calígula tem direção do Gabriel Vilela, só isso já é um bom motivo para destacar esta montagem nesse mar de espetáculos. Além de que ver Magali Biff e Jorge Emil em cena é sempre um prazer. E ainda Pascoal da Conceição e mesmo o Thiago Lacerda que, dizem as boas línguas, mandou bem de Calígula. E o texto do Camus, claro, autor de “A Peste” e “O Estrangeiro”.

5 comentários:

Ruth Mezeck disse...

Paulo Vinicius, desculpe entrar assim sem pedir licença, mas blog é pressascoisas... Vim
convidar você para assistir Dizinbolsa - um work in process de
Dias Felizes de Beckett que estarei apresentado no Festival, dias 22,23,24 e 25 no Teatro FALEC.
Também sou sua "vizinha blogueira".
Já visitei aqui deixei um recado e não encontrei agora. Gostei muito do teu blog - profissional.
A gente vai se encontrar d'ailleurs.

Figurino e Cena disse...

Olá Ruth, obrigado pelas visitas e pelos elogios. Que bom que você também vem para o Festival, quero te ver no Falec. Seja bem vinda sempre! Boa sorte, sucesso e grande beijo.

Ruth Mezeck disse...

Postei sobre Figurino e Cena no meu blog e sobre a minha passagem
por aí na semana retrasada. Um beijão.

Ale Haro disse...

Vamos conferir!
Adorei seu blog Paulo!
Beijos

Figurino e Cena disse...

Ale querida, vindo de você o elogio tem sabor especial. Que bom que gostou! Espero em breve contar com sua colaboração também. Volte sempre. Beijo grande.